Aprendizagem Multimídia com muita mão na massa

Por Márcio Gonçalves · 25 de junho de 2020

Segundo Richard Mayer, autor da teoria cognitiva da aprendizagem multimídia, que pensou na forma como as pessoas aprendem para elaborar esse conceito, os textos e as imagens utilizadas em uma instrução podem ganhar vida em uma narrativa falada ou escrita. Das mídias estáticas àquelas com movimento, hoje é possível acrescentar a uma aula recursos, como: fotos, ilustrações, gráficos, mapas, animações, vídeos etc.). 

Por que defender uma aprendizagem multimídia com mão na massa? Quais competências e habilidades estão sendo demandadas dos educadores para conseguir lidar com jovens contemporâneos e com aqueles que virão mais adiante? Essas perguntas são norteadoras para você conseguir entender a importância de falar em uma aprendizagem multimídia capaz de acontecer por meio da inserção de mídias em quaisquer níveis da educação básica. 

Partindo da premissa de que hoje há grande produção de informação e a consequente pulverização de autores na internet, formar um cidadão global capaz de discernir fontes, criticar conteúdo e saber reconhecer as técnicas de produção destas informações é uma necessidade constante de professores mundo afora. A grande questão aqui é conseguir despertar que consumidores de informação tornem-se produtores conscientes de bom conteúdo e, com isso, haja desenvolvimento de um pensamento crítico por meio do domínio da técnica de produção de mídia. Eu entendo que o ganho, no mínimo, seja a garantia de que o consumo de informação não ficará mais apenas no nível da alienação.

A escola, que tem a missão de ajudar a diminuir as desigualdades entre os que têm e os que não têm acesso às mídias e às informações, quando reconhece que uma aprendizagem multimídia é capaz de levar os estudantes a experimentarem a criação de mídia, sai à frente na formação de um cidadão global. É porque, também, as mídias fazem parte do dia a dia das crianças e dos jovens e a escola não deve estar desconectada dessa realidade. Entendo que os alunos precisam desenvolver habilidades e competências para lidar com o mundo conectado e a construção do pensamento crítico e a formação de cidadão digital estão ligados aos universos escolar, digital e midiático. 

Quando eu falo em mão na massa, me refiro à possibilidade de os alunos e os professores produzirem os próprios recursos multimídia. Hoje é possível falar de gêneros digitais e ensinar técnicas de edição de texto, imagem, áudio e vídeo. Quando aos estudantes são apresentados recursos digitais para a produção consciente de conteúdo para a internet, por exemplo, toda a sociedade ganha com essa formação de um cidadão digital mais sábio e orientado à reflexão e ao entendimento das informações que circulam em rede.

O ambiente escolar é o espaço mais que propício para o desenvolvimento dessa aprendizagem multimídia com muita mão na massa. É o que também podemos chamar de aprender fazendo. Produzir mídia cabe em qualquer matéria. Muitos gêneros jornalísticos e gêneros digitais, por exemplo, podem fazer parte de uma aula de português. Ensinar a interpretar infográficos deveria ser uma grande aula. Analisar reportagens impressas e em audiovisual também. Por meio dessa camada de inserção de multimídias nas matérias é possível evitar o distanciamento do mundo teórico da vida prática.

Com uma aprendizagem multimídia voltada à produção de recursos autorais, como blogs, minidocumentários, fotorreportagem, gifs etc, é possível convidar o estudante e o professor para se tornarem autores de mídia fazendo com que eles conheçam os bastidores dessa produção. Neste sentido, ambos serão capazes do desenvolvimento de um pensamento crítico acerca do que se produz e se consome de informação em mídias impressa, eletrônica e digital.  

Na próxima semana, a partir de 30 de junho, como guia do Amplifica 4×4, educadores trilheiros vão embarcar comigo em uma jornada de imersão em aprendizagem multimídia. Eles serão convidados a se apropriar de ferramentas analógicas e digitais e passarão a ser autores dos próprios recursos multimídia para usar em aula. Está lançado o desafio de ocupar as redes com a hashtag #midianaescola

conheça o autor

Márcio Gonçalves

"O Amplifica nos mostra a força da educação. Um bom momento para relembrar uma frase de Malala: “Um livro, uma caneta, uma criança e um professor podem mudar o mundo”. "

2 respostas para “Aprendizagem Multimídia com muita mão na massa”

  1. Luciana Leivas disse:

    Artigo inspirador ! Sempre converso isso com a minha filha de 11 anos, consumidora voraz das mídias digitais: no meio de tanta informação esteja sempre atenta e critique todos os conteúdos dentro da sua cabecinha frente aos seus valores e crenças. Ansiosa pelos próximos dias … com certeza esse encontro não é por acaso 😉

  2. Fátima Rosane Silveira Souza disse:

    Considero a produção de conteúdos como um processo importante para a educação, para a aprendizagem, o exercício da autonomia, para se posicionar diante do mundo. E também vejo como um espaço importante de cidadania e de ética nas relações e, nesse aspecto, de grande responsabilidade da escola e dos professores e da família. Uma fakenews, sabemos, pode acabar com a vida de alguém, de um estudante, pode ser trágica. Quem faz a curadoria? quem acompanha? Qual o limite? Já vimos o que pode ser problemático, a partir de diferentes experiências no facebook e na troca de mensagens íntimas nos aplicativos de mensagens. Quanto mais avançamos em um campo, mais precisamos cuidar de outros. Não é o trabalho de um professor que vai dar conta disso, mas de um coletivo, de uma escola que ajude a educar para a vida e discuta sobre as consequências de determinadas ações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja mais

artigos

Desmistificando o Google Planilhas

Desmistificando o Google Planilhas

27 de outubro de 2020 . Por Dani Veronezi

Você é do tipo de pessoa que só de clicar em “novo > planilhas google”, já sente calafrios, que quando […]

Saiba mais

Minha História Amplificada | Eduardo Carissimi

18 de setembro de 2020 . Por Dani Veronezi

Em 2020 completamos 5 anos de Amplifica e, sem dúvida alguma, o que mais nos enche de orgulho são as […]

Saiba mais

Aprender para ensinar

21 de setembro de 2020 . Por Mariana Santoli

Você com certeza já ouviu que ser professor é aprender para sempre, mas como isso não se resume a ler, […]

Saiba mais

2020 | Site por Oni Design de negócios

Share via
Copy link
Powered by Social Snap