Quando você pensa em uma aula online, é importante levar em consideração que há toda uma estrutura que precisa ser pensada: combinados, ambiente, atividade, recursos, onde que estes recursos serão disponibilizados, ferramentas e por aí vai.

Assim como acontece no nosso planejamento de sala de aula presencial, organizar um ambiente virtual de aprendizagem também requer um planejamento prévio para te guiar nesta jornada de aprendizagem.

Pensando nisso, montamos este post completinho com os passos, algumas dicas e, de quebra, um ebook in-crí-vel recheado de estratégias síncronas para levar a sua aula online a outro nível. Vambora?

Como estruturar uma aula online

Passo 1: Defina a plataforma onde você disponibilizará o seu conteúdo

Como que será feita a sua aula online? E onde? Ela será uma live? Ou um vídeo gravado? Este material será disponibilizado onde? Quanto tempo que ele ficará disponível para acesso? Você pode, por exemplo, montar uma aula no Google Meet, onde os seus estudantes estarão aprendendo um determinado conteúdo com você!

Passo 2: Defina a jornada

Construir uma aula online é entender que uma jornada será cumprida durante um determinado tempo junto dos seus estudantes, portanto é importante definir os objetivos, quais conteúdos serão abordados durante aquela aula e monte um roteiro para você não se perder ou esquecer alguma informação importante que precisa ser passada para quem estiver participando da sua aula. Uma jornada que a gente sempre usa aqui no Amplifica é:

Check-in: Atividade para quebrar o gelo, entender como os estudantes estão e dar um tempo para quem atrasou um pouquinho conseguir se conectar a tempo de entrar para o conteúdo
Conteúdo: Atividade desenvolvida para passar e compreender o conteúdo pensado
Check-out: Atividade para entender o que os seus estudantes acharam da sua aula, para que você verifique se a estratégia adotada foi eficiente para o aprendizado deles ou não.
Conexão: Atividade que gera conexão com quem acabou de assistir à sua aula. Pode ser entrar em grupo, baixar um material, ter acesso a um kit ou outra atividade de engajamento além da aula.

Lembre-se sempre dos nossos 2 mantras além do óbvio: ter atividades com diferentes tipos de energia (da mais alta à mais reflexiva) e surpreender os seus estudantes é o que garantirá o engajamento deles, independente do espaço.

Passo 3: Estabeleça os combinados

Depois de definir todos os detalhes técnicos da sua aula, é hora de estabelecer alguns combinados, para que a aula flua melhor. Então, digamos que você optou por uma aula ao vivo no Google Meet, é importante combinar com os seus estudantes:

1. Deixar o microfone no mudo sempre que não estiver falando
2. Cada um fala de uma vez, para que todos consigam entender o que está sendo falado
3. Indicar qual é a melhor tela para visualizar o conteúdo: se é destacar quem está falando ou se é mostrar o vídeo dos participantes
4. Definir como e onde serão estabelecidas as dúvidas: se haverá um momento específico, se será ao longo da aula, se eles participarão falando, se escreverão no chat ou se você utilizará algum recurso externo, como Mentimeter ou Sli.do

Você pode estabelecer esses combinados junto com os seus estudantes previamente em um grupo do WhatsApp e relembrá-los por e-mail antes da aula começar, por exemplo.

Passo 4: Escolha as suas estratégias de aprendizagem

Dentro da jornada que você estabeleceu anteriormente, é importante estabelecer quais estratégias de aprendizagem vai utilizar e como os conteúdos serão entrelaçados dentro de cada uma delas. Também é importante determinar atividades onde os seus estudantes terão a oportunidade de falar, expor sua opinião e participe de maneira ativa.

Para te ajudar a montar a sua estratégia, criamos um poderoso ebook com várias estratégias além do óbvio para aulas síncronas, com modelos, layouts, ideias, dicas e ferramentas que vão levar as suas aulas para outro nível. Confira:

Por falar em estratégias para aulas online, você sabia que temos um curso exclusivo sobre esta facilitação online? No FACILITA AÍ vamos ligar os pontos entre os repertórios do mundo físico e do meio digital. Estratégias para engajar os alunos, atividades criativas, opções de feedback e avaliação que fazem sentido para a facilitação online. Você vai desenvolver habilidades e competências para orquestrar conexões com o apoio de ferramentas digitais em ambientes virtuais de aprendizagem.

Quer saber mais sobre os nossos cursos online? Clique aqui e vem com a gente inovar no ensino online. Mas corre porque as vagas são limitadas!

conheça o autor

Dani Veronezi

"Quando falamos de inovar, não estamos falando de ferramentas, de softwares, de hardwares, nem de frameworks, estamos falando de pessoas, de melhorar a vida delas, os seus processos e o seu cotidiano. Inovação é acreditar no poder transformador das pessoas em cocriar novos caminhos para uma sociedade cada vez mais conectada com o seu propósito."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

veja mais

artigos

Mostra do conhecimento do professor ou dos alunos?

Mostra do conhecimento do professor ou dos alunos?

22 de junho de 2021 . Por Rodrigo Baglini

Se é uma mostra, vamos mostrar! Quase 21 horas e ainda me encontro aqui na escola, eu e a dona […]

Saiba mais
Crie jogos, cards e apps com o google slides

Crie jogos, cards e apps com o Google Slides

15 de junho de 2021 . Por Carla Arena

A gente está sempre por aqui pensando em formas de fazer com que as ferramentas digitais trabalhem a nosso favor […]

Saiba mais
Blogpost Rodrigo Baglini

Se uma andorinha só não faz verão, um professor tampouco

8 de junho de 2021 . Por Rodrigo Baglini

— Bom dia, professor!  Lá vem Eunice com seu abraço apertado (quando podíamos dar abraços!)  — O senhor está bem?  […]

Saiba mais

2020 | Site por Oni Design de negócios

Share via
Copy link
Powered by Social Snap